23 de julho de 2024

“SE A NATUREZA MORRER, O HOMEM MORRE.” A MAGIA DA ÁRVORE LUMINOSA

FICHA TÉCNICA:

Titulo: A Magia da Árvore Luminosa
Autora: Rosana Bond
Gênero: Aventura
Editora: Ática
Coleção/Arco: Vagalume
Publicação: Original 1998
Número de Páginas: 136 páginas

RESENHA (SEM SPOILERS):

A Turma da Bernunça,
composta por cinco amigos muito unidos,
Paulo, Sandra, Janete, Carlos e Geraldino.
Eles moram no litoral de Santa Catarina,
na Ilha das Ostras
e sempre inventam brincadeiras e aventuras.
Em uma delas, decidem visitar a Ilha da Luna,
uma ilha conhecida por algumas lendas fantásticas,
que amedrontam muito as pessoas do continente,
mas por isso mesmo a ilha ainda é um verdadeiro
pedaço preservado da mata atlântica.
Como todo bom bando de adolescentes,
a palavra “perigo” tem o efeito inverso, não é mesmo?
Ao fazer este passeio descobrem que as lendas
tinham um grande fundo de verdade
e agora estão envolvidos em algo bem maior,
salvar este paraíso intocado.
É um romance de aventura bem cativante,
com situações muito bem desenvolvidas,
consegue fazer o leitor pensar
a respeito da preservação do meio ambiente
e é também uma crítica à ambição
que age contra a natureza.

Resenha escrita ao som de Radiohead – Fake Plastic Trees

NOTAS E CURIOSIDADES:

No litoral de Santa Catarina existe a Ilha do Campeche,
conhecida pelas suas pinturas rupestres e oficinas líticas
(locais onde eram produzidas ferramentas pelos povos antigos).

Estima-se que estes sítios arqueológicos tenham cerca de 4.000 anos.
A vegetação não é a mata original,
já que no passado houveram lavouras de milho e mandioca no local.

Também existe uma alta população de quatis,
que não são originários da região e foram trazidos pra lá na década de 50,
mas como não tinham predadores no local a população aumentou bastante.
Acredito, pelas características, que a Ilha de Luna
tenha sido inspirada na ilha do Campeche, mas isso não é certeza.
Só a autora poderia confirmar

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!