23 de julho de 2024

“APENAS UM BOTÃO GARANTIA A DIVERSÃO” – ATARI 2600

APRESENTAÇÃO:

O Atari 2600 é um videogame projetado por Jay Miner,
lançado nos Estados Unidos em 1977 e no Brasil em 1983.
Considerado um símbolo cultural dos anos 80,
foi um fenômeno de vendas no Brasil entre os anos de 1984 a 1986.
Aqui (no Brasil) era fabricado pela Polyvox.

Esse era o Atari fabricado no Brasil, pela Polyvox.

HISTÓRIA:

Tudo tem início com o estudante de engenharia Nolan Bushnell.
O rapaz trabalhava em uma empresa de tecnologia,
mas ficava encantado mesmo com as máquinas de fliperama.
Ele deixou o emprego e fundou a própria empresa,
ao lado do parceiro Ted Dabney.
A dupla nomeou a empresa como Cyan Engineering.
Um ano depois, então, a marca passou por reformulações,
e mudou de nome, a empresa passou a se chamar Atari.
Com a nova cara, a Atari lançou o jogo Pong para fliperamas.
O Pong foi um fenômeno em bares e arcades,
com mais de 7 mil unidades vendidas em apenas um semestre.
Apesar do sucesso, Ted Dabney decidiu vender sua parte
e saiu da empresa Atari.

Nolan Bushnell, o criador do Atari.

Ao mesmo tempo, a Atari queria mais inovações.
Uma vez que os fliperamas só podiam ser jogados fora de casa,
a empresa decidiu focar numa versão doméstica para o jogo.
Assim, no natal de 1975, surgiu a nova versão de Pong.
Nesse momento, a empresa começou a vender
vários outros jogos de fliperamas.
Entre os títulos, estava Breakout,
adaptado pela dupla Steve Jobs e Steve Wozniak.
Em 1976, Nolan Bushnell decidiu que era hora
de realizar um sonho pessoal com a empresa.
O fundador queria cria um console capaz de rodar
todos os jogos lançados pela empresa.
Para isso, então, precisou vender tudo para a Warner.
Um ano depois, surge o Atari Video Computer System (VCS),
mas conhecido como Atari 2600.

Este modelo do Atari é conhecido como “Darth Vader”.

Assim, em 1978, Nolan Bushnell saiu da empresa.
Apesar disso, ele voltou para trabalhar como consultor, em 2010.
Enquanto isso, outros desenvolvedores importantes
também abandonaram a empresa.
Foi assim que nomes como David Crane, Larry Kaplan,
Bob Whitehead e Alan Miller deixaram a Atari
e fundaram a Activision, em 1979.
A empresa se tornou a primeira third-party da indústria,
ou seja, não estava ligada a fabricação de consoles.
Durante o auge, a Atari alcançava US$ 2 bilhões em venda,
mas se viu diante de vários erros.
Havia muitos consoles acumulados em estoque,
jogos lançados sem controle de qualidade,
e prazos irreais para desenvolvedores.
Sendo assim, em 1983, o mercado de games entrou numa crise,
levando ao fim da produção de Atari.

O jogo Pong simulava uma partida de tênis com uma bolinha quadrada.

ACESSÓRIOS:

Controle:

Adequado para todos os jogos do Atari 2600,
também compatível com o console Atari 7800.

Controle

Controle Paddle:

O segundo controle mais popular do Atari 2600
é, sem dúvida, o Paddle, também conhecido como CX30,
que acompanhava a versão americana do console.

Controle Paddle

Video Game Brain:

Um alternador de cartuchos (switch) não oficial da Atari.
Era possível colocar até seis cartuchos nele,
e bastava apertar um botão e reiniciar o console
que o jogo era trocado, sem ficar trocando os cartuchos.

Video Game Brain

Pistola XG-1 Light Gun:

Uma pistola lançada em 1987 pela Atari.
Só saiu um jogo para o Atari 2600 chamado “Sentinel”.

Pistola XG-1 Light Gun

Starpath Supercharger:

É um cartucho periférico de expansão criado pela Starpath,
para jogar jogos proprietários baseados em fita cassete
no console de videogame Atari 2600.

Starpath Supercharger

MODELOS:

Atari 2600:

Atari 2600 com dois controles

Chamado apenas de Atari, esse modelo era o original,
fabricado pela empresa de mesmo nome.

Dactar:

É um console lançado pela Milmar em 1983.

Dactar

Dynavision:

Antes de ser um clone do NES,
o Dynavision começou como clone do Atari.
Lançado pela Dynacon em 1983,
tinha vantagens sobre o modelo original,
já que tinha um controle bem mais resistente.

Dynavision

Coleco Gemini:

Assim como o Dynavision,
este foi um dos clones mais populares, principalmente nos EUA.
Além disso, o Coleco também tinha um joystick melhor que o original,
com um design diferenciado.

Coleco Gemini

Onyx Junior:

Essa versão demorou um pouco mais a ser lançada,
e só chegou no mercado em 1985.
Tinha um visual verde oliva, mas se destacou
pela inclusão da chave de pause no console.

Onyx Junior

Atari Flashback:

Em 2004, a linha Atari Flashback foi lançada com jogos na memória
e melhorias em relação ao console original.
No Brasil, o lançamento ficou nas mãos da TecToy.

Atari Flashback

Atari Flashback Portátil:

Assim como o Flashback original, tinha jogos originais na memória.
Essa versão tem a vantagem de poder ser jogada em qualquer lugar,
ao mesmo tempo que tem saída AVI, permitindo a conexão com TVs.

Atari Flashback Portátil

A SEXTA-FEIRA CLÁSSICA RECOMENDA:

Pac-Man
Enduro
River Raid
Pitfall!
Space Invaders
Keystone Kapers
Bobby is going home
Seaquest
Halloween
Frogger
H.E.R.O
Donkey Kong
Asteroids
Adventure
Centipede
Defender
Breakout
Pong
Popeye
Dragon Stomper
Megamania
Missile Command
Galaxian
Q*bert
Haunted House
Pole Position

O Atari tem uma vasta biblioteca de jogos bons e variados.

CONCLUSÃO:

Apesar de não ter sido o primeiro console doméstico da história,
o Atari 2600 revolucionou a definiu a indústria de jogos.
Teve diversos jogos que são lembrados até hoje,
como o Pac-Man, Enduro, River Raid, Pitfall!, entre muitos outros.
O Atari 2600 deixou um ótimo legado para a comunidade gamer
e sempre estará vivo na história dessa indústria que ajudou a criar,
Graças à diversos sites, comunidades e o sentimento de saudosismo,
a cultura do Atari se mantém por gerações e gerações.
Diversos jogos ainda são criados todos os anos,
não pelas grandes empresas do ramo,
mas por fãs que mantém viva a história do console.

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!