15 de julho de 2024

“ESTE PRAZER PODE TE MATAR” – CORRENTE DO MAL

FICHA TÉCNICA:

Nome Original: It Follows
Nome do Brasil: Corrente do Mal
Gênero: Terror / Suspense
Ano: 2014
Duração: 1h 40min
Direção: David Robert Mitchell
Roteiro: David Robert Mitchell
Elenco Principal: Maika Monroe / Keir Gilchrist / Daniel Zovatto /
Jake Weary / Olivia Luccardi / Lili Sepe
País de Produção: Estados Unidos

RESENHA (SEM SPOILERS):

A jovem Jay leva uma vida tranquila entre escola,
paqueras e passeios no lago.
Após uma transa, o garoto com quem passou a noite
explica que ele carregava no corpo uma força maligna,
transmissível às pessoas apenas pelo sexo.
Enquanto vive o dilema de carregar a sina ou passá-la adiante,
a jovem começa a ser perseguida por figuras estranhas
que tentam matá-la e não são vistas por mais ninguém.

Corrente do Mal tratando-se de um terror moderno,
onde um elenco mais jovem protagoniza o filme,
entregando um terror psicológico bem perturbador
e fugindo dos clichês dos clássicos filmes do gênero,
ao mesmo tempo que homenageando muitos deles.
O roteiro utiliza muito bem o plano de fundo do terror
para abordar o tema sobre as DSTs.
Conta com uma trilha sonora sombria e imersiva,
além de um final aberto e surpreendente, que faz refletir.
Imperdível!

Texto realizado ao som de The Cure – Inbetween Days

NOTAS E CURIOSIDADES:

O filme é inspirado em diversos clássicos do terror,
pegando os anos 60, anos 70 e os anos 80,
especialmente o filme Halloween – A Noite do Terror (1978).

Jay é versão curta para Jamie,
que dizem ser referência a rainha do grito, Jamie Lee Curtis.
No filme, Jay tem uma irmã mais nova chamada Kelly.
Na vida real, Curtis também tem uma irmã mais nova,
de mesmo nome da personagem Jay.

O teatro apresentado no início do filme é o Teatro Redford,
uma casa histórica em estilo japonês
com um órgão Wurlitzer em pleno funcionamento,
localizado no bairro de Old Redford, em Detroit, MI.
Uma Noite Alucinante – A Morte do Demônio (1981)
estreou no anfiteatro.

O filme faz alusão a problemas
enfrentados pelos adolescentes, por meio de adereços.
Isto é visto quando Jay é alinha as lâminas de grama
em sua perna superior (corte / suicídio).
Bem como uma bandeja de alimentos no quarto de Jay,
onde há um comprimido ao lado de um guardanapo,
e, mais tarde, é o único item ausente do utensílio
(dependência de drogas).

Não é esclarecido o período de tempo em que o filme se passa.
Diversas tecnologias modernas não existem
e a ambientação é intitulada “retro”.
Isso pode ser uma homenagem aos clássicos filmes de terror.
Certos carros apresentados são de épocas mais recentes,
por exemplo, dos anos 60 ao final dos anos 80.
Os personagens assistiam filmes em televisores CRT.
Tecnologias conflitantes incluem a personagem Yara
em posse de um dispositivo compacto,
onde ela o utiliza como leitor de e-book
e fonte de luz, em determinada situação.
Além disso, a garota no início do filme usa um celular
e dirige um automóvel contemporâneo,
com vários outros em vista.

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!