19 de julho de 2024

“QUEM NÃO CHORA, NÃO MONTA” – SUPER MARIO WORLD 2 – YOSHI’S ISLAND

APRESENTAÇÃO:

Super Mario World 2: Yoshi’s Island é um jogo de plataforma
desenvolvido e publicado pela Nintendo para o SNES em 1995.
O jogo foi relançado em 2002 para o Game Boy Advance
sob o título Super Mario Advance 3: Yoshi’s Island,
e contou com um remake em 2006 para Nintendo DS,
intitulado Yoshi’s Island DS e uma versão para o Wii Virtual Console.

Yoshi’s Island, o começo de tudo.

HISTÓRIA:

Yoshi Island é como um prequel de Super Mario World.
O jogo começa com uma cegonha carregando dois bebês (Mario e Luigi).
Tudo parece bem, no entanto, o perigo se aproxima quando Kamek,
um Koopa com poderes mágicos, rapta um dos bebês (Luigi),
Ele tenta raptar os dois bebês, mas não consegue…
Baby Mario cai na Yoshi’s Island bem em cima de um Yoshi,
que encontra um mapa junto com o bebê,
e decide ajudá-lo a achar seu irmão Luigi.

O jogo tem várias fases muito bacanas e cheia de coisas secretas para coletar.

GAMEPLAY:

Em Yoshi’s Island, Yoshi é o personagem principal pela primeira vez.
Nosso dinossaurinho algumas habilidades distintas, uma delas é voar,
Ao segurar o botão de pulo, ele é capaz de bater seus pés no ar.
Yoshi pode usar sua língua para puxar os inimigos e colocá-los em sua boca,
e pode cuspi-lo como um ataque ou engoli-lo para transformá-lo em um ovo.
Estes ovos podem ser jogados em um ângulo de 180°, para atacar os inimigos
ou acertar alguma coisa no cenário e achar itens escondidos.
Yoshi pode transportar até seis ovos de cada vez.
e por último, a bundada, que é um ataque no qual ele pula e cai fortemente no chão.
Esse ataque é bom para destruir caixas e destruir certos tipos de chão.
No jogo tem outros Yoshis de cores diferente, mas possuem os mesmos movimentos.

Os gráficos de Yoshi’s Island são maravilhosos até hoje em dia.

O objetivo de cada fase é proteger Baby Mario, que cavalga sobre as costas de Yoshi.
Se Yoshi é atingido por um inimigo ou obstáculo, Baby Mario irá flutuar em uma bolha
e um cronômetro irá começar a contagem regressiva (pense num desespero).
Se o jogador não conseguir recuperar Baby Mario antes do contador chegar a zero,
Baby Mario será levado por Koopas e Yoshi vai perder uma vida.
Em algumas áreas, os jogadores podem coletar uma estrela de invencíbilidade
que transforma Baby Mario em Super Baby Mario e durante um tempo curto.
os jogadores assumem o controle de Baby Mario para conseguir pegar itens.
Além disso, Yoshi pode se transformar em um helicóptero ou de escavadeira,
o que lhe permite alcançar áreas inacessíveis durante um curto período de tempo.
O game não é nem um pouco curto, são 6 mundos ao todo.

O visual do jogo foi desenhado a mão, trazendo um novo estilo à série.

GRÁFICOS E SONS:

Os gráficos de Yoshi’s Island são maravilhosos até hoje em dia
O visual do jogo foi desenhado a mão, trazendo um novo estilo à série.
Tudo isso foi possível porque o cartucho do game possui o microchip Super FX 2,
permitindo um belo visual e excelentes efeitos especiais avançados para época.
As músicas são lindas e compostas pelo mestre musical Koji Kondo,
e os efeitos sonoros são perfeitos, principalmente o choro irritante do Baby Mario,
brincadeiras a parte, todo o conjunto fazem desse jogo uma obra de arte!

Cuidado para não ser atingindo… senão o Baby Mario vai chorar feito um condenado.

CONCLUSÃO:

Super Mario World 2: Yoshi’s Island é um excelente jogo de plataforma,
Tem uma jogabilidade precisa e intuitiva, ótimos gráfico, trilha sonora épica,
muitas fases, bem variadas e com muitos segredos e coletáveis.
Tem uma dificuldade equilibrada e extremamente divertido.
Yoshi’s Island recebeu aclamação generalizada da crítica
e diversos elogios para a sua estética, som e jogabilidade.
Um verdadeiro clássico e um dos melhores jogos para o Super Nintendo!

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!