13 de abril de 2024

“OS DIAS ESTÃO MORTOS” – FUGA

FICHA TÉCNICA:

Titulo: Fuga
Autor: Tiago Toy
Gênero: Terror / Ação / Ficção / Ficção distópica
Editora: Draco
Publicação: 2011
Coleção / Arco: Terra Morta
Número de Páginas: 248 páginas

RESENHA (SEM SPOILERS):

É sempre uma grata surpresa poder ler alguma produção de autores brasileiros,
principalmente em obras de suspense e terror, afinal, nossos personagens mitológicos,
nossa realidade, nossa criatividade nos garantem material suficiente
para botar no chinelo qualquer autor internacional.
Não foi diferente com o livro escrito pelo Tiago Toy.
Nesta obra somos apresentados a Tiago, um jovem que mora e trabalha
na cidade de Jaboticabal, no interior do estado de São Paulo,
praticante de parkour, introvertido e desconfiado por natureza.
Um dia algo errado acontece. Algo MUITO errado.
Algumas pessoas, sem motivo aparente, começam a atacar outras pessoas a dentadas,
de forma extremamente agressiva, e aqueles que são mordidos,
depois de algum tempo assumem a personalidade agressiva,
como os zumbis que vemos nos filmes.
Usando as habilidades adquiridas com a prática do parkour,
Tiago consegue sobreviver no meio ao caos que se instala na cidade,
e no meio do caos conhece Daniela, uma jovem jogadora de Handebol de Araraquara,
também no interior de São Paulo, que veio à Jaboticabal participar de uma competição
contra uma equipe local quando o inferno todo aconteceu.
Juntos vão tentar sair da cidade e partir rumo à capital,
tentando se estabelecer em algum local onde ainda não existam zumbis,
e então conhecem Ricardo, um rapaz oriental que se junta ao grupo.
Eles, em sua jornada, vão descobrir que os piores monstros podem não ser os infectados.

A narrativa é muito interessante e às vezes vemos nela elementos bem comuns em videogames,
(afinal, videogames que envolvem zumbis e similares não são situações extremas
que desafiam a habilidade e percepção do personagem?)
e só nos resta torcer para que eles consigam passar de fase.
No meio da jornada, às vezes somos levados a momento das vidas de Daniela e Tiago,
momentos antes e nos primeiros momentos da infecção
e temos como acompanhar os seus primeiros passos neste novo mundo.
Já estou ansioso para ler o próximo, “Infecção” e comentar!

Resenha escrita ao som de Nenhum de Nós – Fuga
(A letra tem MUITO a ver com a história do livro).

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!