29 de fevereiro de 2024

“NÃO HÁ NEUTRALIDADE, APENAS CUMPLICIDADE OU ENVOLVIMENTO” – A ESPADA DO DESTINO

FICHA TÉCNICA:

Titulo: The Witcher: A espada do Destino
Título Original: Miecz przeznaczenia
Autor: Andrzej Sapkowski
Gênero: Ficção / Ficção polonesa
Editora: Martins Fontes
Coleção/Arco: The Witcher
Publicação: Original 1992
Número de Páginas: 320 páginas

RESENHA (SEM SPOILERS):

The Witcher: A espada do destino
é o segundo livro criado por Andrzej Sapkowski
da saga que narra as aventuras de Geralt de Rívia.
É uma coletânea de contos que se passa antes da saga.

Assim como o livro da resenha anterior,
este é organizado no formato de contos,
que frequentemente remetem a contos de fadas.
Um passatempo interessante é tentar relacionar
a qual conto de fadas a história se inspirou.
Esse formato é de fácil leitura, ainda mais com histórias cativantes
como as vividas no universo da fantasia medieval de The Witcher.

Neste livro temos mais de Jaskier, Yennefer e sua relação conturbada com Geralt,
também temos Ciri, a criança surpresa e a relação paternal de Geralt com ela,
e coroando tudo o imperdível encontro de Geralt e sua mãe.
Os livros da série são todos surpreendentes,
afinal que surpresa nos esperam em um mundo
onde os verdadeiros monstros não se revelam pela aparência?

Resenha escrita ao som de Skank – Resposta

NOTAS E CURIOSIDADES:

A Espada do destino foi publicada antes de O Ultimo desejo,
mas foi colocada cronologicamente depois deste.

The Witcher surgiu em 1986 quando Andrzej Sapkowski
escreveu um conto intitulado “O Bruxo”
para um concurso organizado pela revista Fantastika.
A história ficou em terceiro lugar mas teve grande destaque.

A série de livros The Witcher possui 8 livros:

O Último Desejo
A Espada do Destino
O Sangue dos Elfos
Tempo do Desprezo
Batismo de Fogo
A Torre da Andorinha
A Senhora do Lago
Tempo de Tempestade

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!