18 de abril de 2024

“É NINTENDO OU NADA” – SUPER NINTENDO

APRESENTAÇÃO:

O Super Nintendo Entertainment System, conhecido como o Super NES ou SNES,
é um console de videogame de 16 bits, desenvolvido pela Nintendo.
Foi lançado no Japão em 1990, com o nome de Super Famicom,
nos Estados Unidos em 1991, na Europa em 1992 e na América do Sul em 1993.

Aqui no Brasil, o console vinha com o cartucho do Super Mario World.

HISTÓRIA:

O ano é 1988, a Sega lança para competir com o bem sucedido NES,
um videogame mais avançado de 16 bits chamado Mega Drive.
A Nintendo decidiu lançar um videogame com um novo sistema,
criando assim o sucessor do NES (Famicom no Japão)
batizado com o nome de Super Nintendo (Super Famicom no Japão).
No Brasil, chegou oficialmente apenas em 30 de agosto de 1993,
fabricado pela Playtronic (uma parceria entre a Gradiente e a Estrela),
representante oficial da Nintendo no país nessa época.
A Nintendo garantiu seu sucesso no Japão, especialmente por manter velhos parceiros,
como a Capcom, a Konami, a Tecmo, a Square, a Koei, a Midway e a Enix,
que mantinham a exclusividade de séries como Mega Man, Final Fantasy e Dragon Quest.
Nos Estados Unidos, o SNES ultrapassou em vendas seu concorrente, o Mega Drive,
graças a jogos como Super Mario World, The Legend of Zelda: A Link to the Past,
Street Fighter 2 Turbo, Super Metroid, Mortal Kombat, Final Fantasy, Dragon Quest
e Donkey Kong Country, consolidando-se, assim, como o maior nome da era 16-bits.
O Super Nintendo foi sucedido pelo Nintendo 64 em 1996.

Alguns dos excelentes jogos que fizeram e fazem muito sucesso no SNES.

CHIPS AUXILIARES:

Como parte do plano geral para o SNES, em vez de incluir um processador mais caro
que posteriormente se tornaria obsoleto em alguns anos,
os designers de hardware implementaram chips nos cartuchos, esse são alguns deles:

O Super FX:
O chip é usado principalmente para criar mundos em jogos 3D feitos com polígonos,
mapeamento de texturas e sombreamento de fonte de luz, o jogo Star Fox usava esse chip.
Também poderia ser usado para melhorar jogos em 2D.

Super FX 2:
Versão mais atualizada do seu antecessor, entre os jogos mais populares
que usavam esse chip estão: Doom, Super Mario World 2: Yoshi’s Island,
e Star Fox 2 (lançado posteriormente no SNES Classic Edition em 2017).

Cx4 chip:
Um coprocessador usado em MegaMan X2 e X3 da Capcom para o SNES.

DSP:
Outra série de processadores utilizados em alguns jogos para aumentar
a capacidade matemática e gráfica do SNES, existem quatro revisões desse chip.
Entre os jogos mais populares do console estão: Pilotwings, Super Mario Kart e Top Gear 3000.

Nintendo SA-1:
Outro chip de aprimoramentos para o SNES, era utilizado em 34 jogos,
como: Kirby’s Dream Land 3, Super Mario RPG: Legend of the Seven Stars, entre outros.

Os chips adicionados dentro dos cartuchos do SNES ajudavam a melhorar o desempenho de vários jogos em 3D.

ACESSÓRIOS:

Controle:
Seu formato básico incluía um direcional digital, 4 botões em cruz (A, B, X e Y),
2 “botões de ombro” na parte superior (R e L) e 2 botões ao centro (START e SELECT).
Foi o primeiro controle a trazer “botões de ombro”, esse padrão é seguido até hoje pela indústria.

Acima o controle do Super Famicom e abaixo o do SuperNES americano.

Super NES Mouse:
Lançado em 1992, semelhante a um mouse comum utilizado em computador.
Tem dois botões e vem com um mousepad rígido para suporte.
É ligado na mesma entrada do controle comum, e compatível com alguns de jogos para o SNES.
O mais conhecido deles é Mario Paint.

Super NES Mouse

Super Scope:
Arma de luz semelhante ao Nintendo Zapper do NES, foi lançada em 1992.
Uma inovação sem fio e com mira telescópica.

Super Scope

Super Game Boy:
Adaptador que permite jogar cartuchos de Game Boy no SNES.
Alguns inclusive com suporte a cores.

Super Game Boy

Satellaview:
Um modem exclusivo do Japão, inserido na parte de baixo do console.

Sattelaview

MODELOS:

Versão japonesa (Super Famicom), 1990-1997

Versão americana, 1991-1997

Versão européia, 1992-1998

Super Famicom Jr, 1997-1999

SNES Baby, 1997-2003

SNES Classic Edition, 2017

As versões do Super NES

A SEXTA-FEIRA CLÁSSICA RECOMENDA:

Super Mario World

Super Mario World 2: Yoshi’s Island

Donkey Kong Country 2: Diddy’s Kong Quest

Super Metroid

Top Gear 2

Super Mario Kart

Rock ‘n Roll Racing

Final Fight

Captain Commando

Star Fox

Mega Man X

Kirby Super Star

Blackthorne

Aladdin

Mortal Kombat 2

Killer Instinct

Street Fighter 2 Turbo

Castlevania IV

Earthworm Jim

Mighty Morphin Power Rangers: The Movie

Super Bomberman

Turtles IV: Turtles in Time

Super Ghouls ‘n Ghosts

The Legend of Zelda: A Link to the Past

Chrono Trigger

Secret of Mana

Super Mario RPG

Final Fantasy 3

Breath of Fire

Dragon Quest VI

O SNES tem uma biblioteca com dezenas de jogos clássicos.

CONCLUSÃO:

O Super Nintendo marcou toda uma geração de gamers nos anos 90,
Ele permaneceu no auge até a era de 32 bits e continua sendo popular entre os fãs,
colecionadores, retrogamers e entusiastas de emulação até hoje em dia.
Tanto que foi relançado em uma versão mini chamada SNES Classic Edition em 2017.
Tem uma biblioteca com dezenas de jogos clássicos e de franquias bem sucedidas.
Esse console foi um sucesso, com 50 milhões de unidades vendidas mundialmente,
e não é a toa que ele faz parte do hall dos videogames clássicos!

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!