13 de abril de 2024

“VOCÊS JOGAM COMO UMA VELHA. MUITO VELHA MESMO” – KUNG FU FUTEBOL CLUBE

FICHA TECNICA:

Nome original: 少林足球 ( Shàolín Zúqiú)
Nome em Inglês Shaolin Soccer
Nome do Brasil: Kung-Fu Futebol Clube
Gênero: Comédia / Artes Marciais
Ano: 2001
Duração: 1h 52min
Direção: Stephen Chow
Roteiro: Stephen Chow / Tsang Kan-cheung
Elenco principal: Stephen Chow / Zhao Wei / Ng Man-tat / Patrick Tse / Danny Chan Kwok-kwan
País de produção: China (Hong Kong)

RESENHA (SEM SPOILERS):

Fung foi um grande astro do futebol, conhecido como “perna de ouro”,
uma lenda que se deixou levar e foi traído por um companheiro de equipe, Hung,
que se tornou um empresário e treinador de sucesso.
Fung sofre humilhações constantes e tem um grande desejo:
Treinar uma equipe de sucesso.
Hung desdenha dos seus sonhos e o faz perceber
que foi o responsável pela atual situação de Fung
Um dia ele conhece Sing, um mestre de kung fu Shaolin,
cujo sonho é poder levar o kung fu e seus benefícios
para toda a sociedade moderna,
mas nenhuma das suas idéias parece dar muito certo.
Sing então concorda em chamar seus outros cinco irmãos,
também mestres, cada um com uma habilidade diferente.
Sing conhece também Mui, uma padeira que usa Tai chi para fazer seus pães.
Pois aí está, uma equipe pouco convencional com uma missão quase impossível:
Derrotar Hung e o Time do Mal.

Resenha escrito ao som de Carl Douglas – Kung Fu Fighting

NOTAS E CURIOSIDADES:

A computação gráfica e os movimentos do filme
foram baseados na famosa série de mangá Capitain Tsubasa.
A idéia já estava na cabeça de Chow a anos,
mas ele teve de esperar o amadurecimento da tecnologia.

Danny Chan Kwok-kwan usa um agasalho amarelo
semelhante ao utilizado por Bruce Lee no filme “O Jogo da Morte”.
Segundo Chow, isso foi possível pela idéia de que o goleiro
é o único integrante do time que pode usar um uniforme diferente dos demais.
Danny Chan é conhecido pela sua semelhança com Bruce Lee.

O Diretor optou por não usar atores conhecidos no elenco,
e sim atores que pudessem trazer algo de especial para o filme.
Ele justificou: “Em termos de encontrar talentos,
eu procuro trazer a coisa mais engraçada que notei durante a seleção.
Se nos fez rir na seleção, também fara na telona”.

Chow também dirigiu e atuou no filme Kung-Fusão de 2004
e levou mais 3 integrantes do elenco com ele.

No DVD o filme foi encurtado em 10 minutos,
mas os expectadores podiam assistir as cenas deletadas do filme.
As cenas deletadas da versão em DVD são da sequência de dança
na frente da padaria de Mui, grande parte da conversa sobre a reforma de Mui
e os erros de gravação antes dos créditos finais.
Também podiam assistir o processo de criação dos efeitos especiais.

A Administração Estatal de Rádio, Cinema e TV da China
rejeitou o lançamento nos cinemas e em DVD,
porque Stephen Chow não solicitou permissão chinesa
para exibições públicas em Hong Kong.

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!