13 de julho de 2024

“HORA DE MANTER A CALMA E PERDER O CONTROLE” – ME CHAME DE BRUNA

FICHA TÉCNICA:

Nome original: Me Chama de Bruna
Gênero: Drama
Ano: 2016 a 2020
Número de Temporadas: 04
Número de Episódios: 32
Duração: 45 minutos por episódio
Criador: Marcia Faria
Elenco: Maria Bopp / Simone Mazzer / Nash Laila / Ariclenes Barroso /
Jonas Bloch / Clarice Niskier / Stella Rabello
País de produção: Estados Unidos

RESENHA (SEM SPOILERS):

1 temporada até a 4 temporada (2016 a 2020)

Me Chama de Bruna é uma série de televisão brasileira
produzida e exibida pelo Fox Premium em 2016 até 2020.
É baseada na história real da ex-garota de programa Bruna Surfistinha.

A trama narra a história de Raquel Pacheco,
uma adolescente de 17 anos
que se torna a famosa prostituta Bruna Surfistinha,
explorando seus relacionamentos com os clientes
e a escrita de seu blog contando sobre eles.

Me Chama de Bruna é uma excelente série de drama
que explora o aspecto humano em suas virtudes e fraquezas.
A série também passa por diversos temas, como estupro,
abuso infantil, tráfico, homofobia, violência doméstica e outros.
As cenas de sexo explicito são um pouco longas,
então é aconselhável para o público mais adulto.
Imperdível!

Texto escrito ao som de Dei Um Beijo Na Boca Do Medo – Simone Mazzer

NOTAS E CURIOSIDADES:

A música de abertura se chama “Dei um Beijo na Boca do Medo”,
e é interpretada pela cantora e atriz Simone Mazzer.
Inclusive, Mazzer faz uma participação na série
como a personagem Samira Pereira.

A personagem Bruna Surfistinha é vivida pela atriz Maria Bopp,
que esteve na série Oscar Freire 279,
que também era ambientado no universo da prostituição.

Algumas atrizes se prepararam fingindo serem garotas de programa.
Elas até chegaram a ficar nas ruas em pontos de prostituição.

A série foi Inspirada no livro
“O Doce Veneno Do Escorpião: o Diário de uma Garota de Programa”,
escrito por Raquel Pacheco sobre sua própria vida.
A obra também serviu de base para o longa Bruna Surfistinha (2011),
com a atriz Deborah Secco como protagonista, e foi sucesso de bilheteria.

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!