19 de julho de 2024

“SÓ CORAGEM NÃO É O SUFICIENTE” – HELL HOUSE: A CASA INFERNAL

FICHA TÉCNICA:

Título Original: Hell House
Titulo: Hell House: A Casa infernal
Autor: Richard Matheson
Gênero: Suspense / Terror
Editora: Darkside
Publicação: 1971
Número de Páginas: 336 páginas

RESENHA (SEM SPOILERS):

Um milionário está a beira da morte e acaba tendo uma certa obsessão
sobre descobrir o que existe além da morte.
Por isso ele compra uma mansão considerada como a mais assombrada de todas,
a Mansão Belasco, que possui um histórico sombrio de depravação,
assassinatos, loucura e suicídio
Para conseguir o que procura, contrata três pessoas,
o Dr Barret, acompanhado de sua esposa, um físico cético
e que acredita que pode provar que acontecimentos sobrenaturais
podem ser explicados cientificamente,
Florence Tanner, uma médium que quer construir uma igreja,
e Benjamin Fischer, um médium que foi famoso
e conhecido como a única pessoa que conseguiu sair viva da casa,
30 anos antes, em 1940,
mas que após os eventos a sua carreira entrou em declínio.
Incentivado pela recompensa,
ele acredita que talvez desta vez as coisas possam ser diferentes.
Eles devem passar uma semana na casa e trazer as respostas que ele espera,
positivas ou negativas, a respeito da vida após a morte.
Aí começa todo o tormento,
com todos elementos que se espera de uma Casa assombrada,
aparições, violência (inclusive sexual),
e mostra que aqueles que nela habitam não estão pra muita conversa.
A obra é escrita em um formato linear, na ordem dos acontecimentos,
com capítulos sequenciados em datas e horários,
então tudo fica muito bem ordenado.
Os diálogos e impressões dos pesquisadores são muito interessantes,
ao ponto do leitor crer que todos os pontos de vista são bem plausíveis,
em nenhum momento uma teoria se sobressai à outra.
A única coisa que Matheson deixa claro desde o instante
que eles põe os pés na casa é que os fenômenos são reais.
E que sair vivos de lá vai dar trabalho…

Resenha escrita ao som de Ozzy Osbourne – See You on the Other Side

NOTAS E CURIOSIDADES:

O livro é como se fosse um “irmão gêmeo”
do livro ” A Casa da Colina” de Shirley Jackson
(reparem que até os títulos lembram um o outro, “Hill House” e “Hell House”).
Ambos tem o mesmo enredo,
investigadores paranormais contratados para passar um tempo
em uma casa assombrada e desvendar seus mistérios,
mas não se engane, ambos tem abordagens bem diferentes
e podem ser lidos sem perigo de ler duas obras idênticas.
As diferenças são realmente notáveis e Matheson consegue ser perturbador.

Foi adaptado para o filme “A casa da noite eterna” de 1973.

Aliás, eu disse que a casa fica no Maine?
Não é só Stephen King que coloca os acontecimentos sombrios por lá,
mas este livro foi publicado três anos antes da publicação
do primeiro romance de Stephen King “Carrie a estranha”…

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!