22 de fevereiro de 2024

“O SERTÃO VAI VIRAR MAR E O MAR VAI VIRAR SERTÃO” – A ALDEIA SAGRADA

FICHA TÉCNICA:

Titulo: A Aldeia Sagrada
Autor: Francisco Marins
Gênero: Romance / Romance Histórico / Didático
Editora: Ática
Coleção/Arco: Vagalume
Publicação: Original 1953
Número de Páginas: 144 páginas

RESENHA (SEM SPOILERS):

O livro é uma romantização de dois acontecimentos históricos,
a Guerra dos canudos e o transporte do meteorito Bendegó,
do interior da Bahia até Salvador,
de onde partiu depois para o Rio de Janeiro.
É escrito de uma forma tão interessante que não exagero
ao dizer que é um ótimo material de apoio aos estudantes.

Didico é um rapaz que vive com os padrinhos na caatinga do Sertão Baiano,
que está sendo castigada por uma grande seca.
Aos poucos a seca vai tirando o que o mantém preso àquela terra.
Fugindo da fome e da sede, sai andando pela caatinga
até chegar ao arraial de Canudos,
onde presencia uma das Guerras mais sangrentas da nossa história.
Também trava conhecimento com um amigo de seu pai,
que conta a história de quando eles levaram o meteorito Bendegó para a capital.

Um retrato da miséria e da fé do povo,
forçado a tomar parte em uma batalha,
não mais contra a fome,
mas contra os soldados da República recém instituída.

Resenha escrita ao som de Biquini Cavadão – Sobradinho
(A versão original é de Sá e Guarabyra)

NOTAS E CURIOSIDADES:

O meteorito Bendegó é o maior já encontrado no Brasil,
pesando 5 toneladas.
Estava exposto no Museu Nacional no Rio de Janeiro
quando o museu pegou fogo em 2018,
e é o único item que permaneceu intacto.

O livro tem muita influência do livro de Euclides da Cunha “Os Sertões”

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!