19 de abril de 2024

“PAREÇO UM CADÁVER?” – O FANTASMA DE TIO WILLIAM

FICHA TÉCNICA:

Título Original: O Fantasma de Tio William
Autor: Rubens Francisco Lucchetti (R. F. Lucchetti)
Gênero: Romance / Aventura / Humor
Editora: Cedibra / Atica
Coleção/Arco: Vagalume
Publicação: Original 1974
Número de Páginas: 88 páginas

RESENHA (SEM SPOILERS):

Essa história de R. F. Lucchetti se passa nos anos 40,
então não esperem grandes discussões a respeito do papel feminino na sociedade.
Embora seja um romance, é construído de forma bem conservadora,
onde dilemas entre casamento, família e filhos X trabalho
acabam refletindo o viés dos ideais da sociedade da época.
Vamos à resenha:

Magda é a esposa de John Winston, um milionário inglês cujo pai
construiu uma réplica da mansão da família no bairro de Pirituba em São Paulo.
Acontece que john perdeu o interesse no casamento
pois culpa a esposa por não ter lhe dado filhos,
então anuncia que está envolvido com outra mulher e deixa a casa.
Esta rival era a atriz, Carmen de Luna.

Junto com toda a mobília vinda da Inglaterra,
também veio o fantasma da família, Tio William,
um inventor subestimado pela família que morreu ao testar
a sua máquina automática de dar nós em gravatas.
Ele havia ficado preso no sotão até então,
mas quando John sai de casa William é libertado
e em troca ele afirma que vai ajudar Magda a ter seu marido de volta.
Magda e Carmem são figuras opostas, de um lado uma quer um casamento estável
e uma família ao lado do homem que ama, enquanto a outra sonha com uma carreira
e o glamour da vida de esposa de um milionário com uma tradição familiar européia.
Tio William, usando a sua genialidade, cria uma fórmula
que vai ajudar a dar uma solução à esta situação, mas não sem algumas confusões.

Resenha escrita ao som de Ray Parker Jr. – Ghostbusters

NOTAS E CURIOSIDADES:

R. F. Luchetti é um dos grandes expoentes do terror nacional,
tendo criado inúmeros roteiros de filmes,
para vários dos diretores como José Mojica Marins e Ivan Cardoso.

É considerado o pai da Pulp Fiction brasileira.

Seu livro “Noite diabolica-Contos Macabros”
é considerado o primeiro livro de terror escrito no Brasil.

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!