23 de junho de 2024

“NÃO SE HUMILHE, VOCÊ É ASIÁTICO!” – A HORA DO RUSH 2

FICHA TÉCNICA:

Nome Original: Rush Hour 2
Nome do Brasil: A Hora do Rush 2
Gênero: Comédia / Ação
Ano: 2001
Duração: 1h 32min
Direção: Brett Ratner
Roteiro: Jeff Nathanson
Elenco Principal: Jackie Chan / Chris Tucker / John Lone /
Alan King / Roselyn Sánchez / Harris Yulin / Zhang Ziyi
País de Produção: Estados Unidos / China

RESENHA (SEM SPOILERS):

Após os acontecimentos do primeiro filme,
o inspetor Lee e o detetive James Carter vão para Hong Kong
aproveitar suas merecidas férias.
Mas assim que eles aterrissam explode uma bomba na embaixada americana
que mata dois agente disfarçados, que investigavam a falsificação de um valioso anel.
A polícia de Hong Kong acredita que o crime tenha sido cometido
pelo líder da Tríade Ricky Tan, que foi parceiro do pai de Lee no passado
e foi um dos responsáveis por sua morte.
Levando o crime para o lado pessoal, Lee resolve participar das investigações
juntamente com Carter, que agora sente-se totalmente deslocado no local,
já que nunca tinha estado em Hong Kong antes
e não está habituado com as tradições locais.

Mantendo praticamente a mesma fórmula do primeiro filme,
A Hora do Rush 2 é divertido e com boas cenas de ação numa trama simples,
com os sensacionais e carismáticos agentes da lei, resolvendo tudo a sua maneira.
Imperdível!

Texto realizado ao som de Michael Jackson – Don’t Stop ‘Til You Get Enough

NOTAS E CURIOSIDADES:

Precedido por A Hora do Rush (1998) e seguido por A Hora do Rush 3 (2007).

O ator Chris Tucker recebeu a quantia de US$ 20 milhões para atuar em A Hora do Rush 2,
enquanto que Jackie Chan recebeu US$ 15 milhões.

Ao longo das gravações, o elenco passou por verdadeiros “perrengues” nos bastidores.
Em uma cena, Carter e Lee correm pelados pelas ruas de Hong Kong.
A cena foi uma real e a produção não conseguiu bloquear a rua para as filmagens.

(Perrengue 2) Em outra cena, gravada em Las Vegas, a dupla pula da janela de um hotel
e acaba envolvida em uma perseguição de carro que não fazia parte do filme.
Turistas bêbados perseguiram os atores e invadiram o set de filmagem.
No fim, foram detidos pela polícia.

(Perrengue 3) Apesar do dinheiro cenográfico ser totalmente falso,
uma frase até fazia uma brincadeira,
trocando o lema “In God We Trust” (Em Deus confiamos)
por “In Dog We Trust” (No cachorro confiamos),
o FBI chegou a paralisar as gravações, após algumas notas saírem do set
e surgirem em alguns cassinos.
A cena exibia uma explosão em que cerca de 1 bilhão de dólares voava pelos ares
e foi gravada em Las Vegas, nos Estados Unidos.

O ator Chris Tucker não queria ser filmado cantando.
Contudo, o diretor Brett Ratner admitiu durante uma entrevista
que a primeira parte da cena do karaokê com o personagem de Tucker
foi filmada sem que o ator notasse.

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!