19 de abril de 2024

“CERTAS PORTAS NÃO DEVEM SER ABERTAS” – CORALINE

FICHA TÉCNICA:

Título Original: Coraline
Autor: Neil Gaiman ,
Ilustrações: Chris Riddell
Gênero: Romance / Terror / Suspense / Infanto Juvenil
Editora: Intrínseca
Publicação: Original 2002
Número de Páginas: 224 páginas

RESENHA (SEM SPOILERS):

Segundo o autor, esse livro é
“uma história de aventura para crianças que causa arrepios nos adultos.”

Livro com elementos que lembram bem a obra Alice no país das maravilhas,
tanto por causa da existência de universos paralelos
e da existência de toda uma jornada para voltar para verdadeira casa.

Coraline acaba de se mudar com seus pais para uma nova casa,
um apartamento em um casarão antigo,
com vizinhos no mínimo excêntricos e coberto por uma névoa.
Filha de pais extremamente ocupados,
não está acostumada a receber atenção deles,
então parte para explorar seu novo “lar”.
Encontra uma passagem que aumenta seu apartamento,
e estranhamente existe uma réplica de seu mundo,
inclusive de seus pais, a única diferença é que as cópias têm botões no lugar dos olhos.
O mais interessante é que esta outra família dá a ela atenção
e a mima com tudo que ela mais gosta e também dá a ela a possibilidade
de se mudar definitivamente para esta nova realidade, com apenas algumas “condições”.
Coraline volta para o seu mundo e descobre que os seus pais desapareceram,
e aí começa a sua jornada de volta a este mundo sombrio para conseguir salvar seus pais
e fazer com que tudo volte a normalidade, mas esta pode ser uma jornada mais do que perigosa.

Resenha escrita ao som de Måneskin – Coraline

NOTAS E CURIOSIDADES:

Ganhou os prêmios Hugo e Nebula Award de melhor novela de 2002
e o Bram Stoker Award de melhor trabalho de novos escritores de 2002.

O Livro foi adaptado para um filme em Stop motion em 2009, “Coraline e o mundo secreto”.

O livro foi inspirado em um conto de Lucy Clifford, “La Nueva Madre” que não teve um final feliz

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!