14 de abril de 2024

“NA CORTE DO REI RUBRO HÁ MUITOS MONSTROS” – A CASA NEGRA

FICHA TÉCNICA:

Titulo: A Casa Negra
Título Original: Black House
Autor: Stephen King / Peter Straub
Gênero: Horror / Terror / Suspense sobrenatural
Editora: Suma
Publicação: Original 2001
Número de Páginas: 704 páginas

RESENHA (SEM SPOILERS):

O livro é uma continuação da obra “O Talismã” dos mesmos autores.
Já se passaram 20 anos, e Jack Sawyer, já adulto,
é um detetive aposentado precocemente e apelidado de Holywood
pela ligação da família com os estúdios de cinema.
Assim como em IT, quando as crianças
tem uma amnésia seletiva dos fatos traumáticos do passado,
Jack também não se lembra dos fatos que ocorreram quando era garoto,
e que o levaram aos Territórios, os inimigos que enfrentou
e tudo que passou para salvar a sua mãe desenganada.
Mas a sua tranquilidade está para acabar.
Um assassino psicopata conhecido por “O Pescador”
age sem deixar pistas ou rastros, abalando a opinião pública.
O chefe de polícia, amigo de Jack pede para que ele ajude
a descobrir a identidade do assassino, já que Jack aparentemente
é um detetive nato cuja intuição faz resolver casos intrincados.
Mas para impedir que assassino volte a fazer novas vítimas e salvar um inocente,
Jack vai precisar revisitar seu passado nos territórios,
encontrar uma casa sombria protegida por magia e encarar seus maiores medos.

Resenha escrita ao som de Sepultura – Territory

NOTAS E CURIOSIDADES:

Este livro tem muitas referências de “A torre negra”,
sendo inclusive a trama principal e o assassino
totalmente relacionados aos interesses do Rei Rubro,
e dos eventos finas de “A torre negra”

Um dos capítulos do livro é escrito com base no poema “O Corvo”
de Edgar Allan Poe

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!