25 de fevereiro de 2024

“UM TERROR PARA A GAROTADA” – A CASA MONSTRO

FICHA TÉCNICA:

Nome Original: Monster House
Nome do Brasil: A Casa Monstro
Gênero: Animação / Comédia / Mistério / Terror
Ano: 2006
Duração: 1h 31min
Direção: Gil Kenan
Produção: Jack Rapke / Steve Starkey / Robert Zemeckis / Steven Spielberg
Roteiro: Gil Kenan / Rob Schrab
Elenco Principal: Mitchel Musso / Sam Lerner / Spencer Locke /
Steve Buscemi / Nick Cannon /Maggie Gyllenhaal / Kevin James /
Jason Lee / Catherine O’Hara / Kathleen Turner / Fred Willard
País de Produção: Estados Unidos

RESENHA (SEM SPOILERS):

DJ Walters é um garoto de 12 anos que acredita que há algo de estranho
na casa do velho Nebbercracker, localizada do outro lado da rua.
Tudo que passa perto da casa simplesmente desaparece,
incluindo triciclos, brinquedos e animais de estimação.
Na véspera do Dia das Bruxas, DJ e seu amigo Chowder
deixam que a bola de basquete com a qual estão jogando
caia no terreno de Nebbercracker, sumindo misteriosamente.
Logo em seguida a casa tenta devorar Jenny, uma amiga de ambos,
que é salva do ataque.
Eles tentam avisar a todos do perigo que é a casa, mas ninguém acredita neles.
O trio recorre a Skull, um preparador de pizza preguiçoso que ganhou fama
por no passado ter jogado videogame por 4 dias seguidos.
Skull acredita que a casa tenha adquirido alma humana
e que o único meio de eliminar o perigo que ela representa
seja acertando-a direto em seu coração.
É quando os amigos elaboram um plano
que permita que entrem na própria casa.
A Casa Monstro é um excelente animação, com captura de movimento,
e trata-se de uma boa comédia com pitadas de terror e suspense.
Conta com um bom enredo, ótimos efeitos especiais
e os personagens são realistas, carismáticos e divertidos.
Uma boa pedida pra quem procura algo como a família Addams.
Imperdível!

Texto realizado ao som de Anyone – Roxette

NOTAS E CURIOSIDADES:

Estréia de Gil Kenan como diretor de longa-metragens.

A Casa Monstro utiliza animação de captura de movimento,
usada anteriormente em O Expresso Polar (2004), de Robert Zemeckis.

Inicialmente A Casa Monstro seria feito com atores reais,
com a idéia sendo descartada devido às dificuldades
de realização de uma cena do clímax do filme.

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!