19 de junho de 2024

“COMO PODE CRER QUE UM BONECO TENHA VIDA?” – O QUEBRA-NOZES

FICHA TÉCNICA:

Titulo: O Quebra-Nozes
Título Original: O Quebra-Nozes e o Rei dos Camundongos
Autor: E.T.A.Hoffmann
Gênero: Fantasia / Romance
Editora: Pé da Letra
Publicação: Original 1816
Número de Páginas: 79 páginas

RESENHA (SEM SPOILERS):

Véspera de natal,
uma menina, vivendo uma aventura que envolve ratos,
uma princesa enfeitiçada e um príncipe amaldiçoado.
Na véspera do natal os irmãos Fritz e Marie Stahlbaum
ganham de seu padrinho, um fabricante de brinquedos,
um castelo com miniaturas belíssimas, mas a atenção de Marie
é chamada para um boneco, um quebra nozes.
Fritz acaba quebrando o boneco ao quebrar muitas nozes seguidas.
Na hora de dormir as crianças guardam os brinquedos,
então Marie pede para ficar mais um pouco com o boneco,
e então usa a fita de seu vestido para fazer um curativo.
Aí começa a aventura, pois o boneco ganha vida
e a casa é subitamente invadida por um exército de ratos.
Começa a aventura de Marie,
que fará de tudo para acabar com a maldição
em mais uma clássica luta do bem contra o mal.

Resenha escrita ao som de Tchaikovski – A valsa das Flores de O Quebra Nozes

NOTAS E CURIOSIDADES:

Ernst Theodor Amadeus Wilhelm Hoffmann nasceu na Alemanha em 1776
e foi um dos principais autores de obras de fantasia da época.

Esse conto foi a sua obra mais famosa, tendo diversa adaptações
para o cinema, desenhos e animações,
havendo inclusive uma animação da boneca Barbie “Barbie e o Quebra Nozes”,
uma animação da Disney de 2018 ” O quebra nozes e os quatro reinos”,
outra dos personagens Tom e Jerry “Tom e Jerry em o Quebra Nozes” de 2007.

O compositor russo Piotr Ilitch Tchaikovski
produziu uma de suas obras mais famosas baseada neste conto,
com o título “O Quebra-Nozes, balé fádico” que foi composto inspirado
na adaptação de Alexandre Dumas Pai para esta obra,
que é “suavizada”, já que a versão de Hoffmann
tem algumas notas mais sombrias, o que me agrada mais.

O quebra nozes, originalmente, era um boneco de brinquedo,
mas que tinha uma função extra que no caso era “quebrar nozes”.

No folclore alemão estes bonecos também eram tidos
como protetores, afugentando o mal.
Atualmente eles são meramente decorativos
e não tem mais a função de quebrar nozes.

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!